Distúrbios do Sono

Quais são os distúrbios do sono:

 

Sonolência Excessiva

A Hipersonia ou Sonolência Excessiva, é um distúrbio onde a pessoa possui dificuldade para se manter acordada durante o dia. A quantidade ideal de sono para um indivíduo é aquela que lhe permite alcançar um nível ideal de vigilância e de bem estar físico e mental no dia seguinte.

A necessidade de sono é imperativa e não pode ser eliminada, mas o sono também é um comportamento passível de modificação em função das circunstâncias exteriores. Assim como se pode tomar a decisão de comer mais ou menos, pode-se definir um tempo de sono mais longo ou mais curto. O tempo de sono varia, portanto, de uma noite para a outra e não é um valor fixo. A média de sono nos adultos é de 8 horas. No entanto alguns adultos se contentam com 6 h ou menos e isso sem prejuízos para o dia seguinte.

As pessoas que costumam dormir pouco representam 2,5% da população total. Por outro lado, as pessoas que costumam dormir muito (igualmente cerca de 2,5%) só se sentem bem durante o dia após dormirem 10 horas, ou às vezes mais.

 


 

 

 

PLM - Movimentos Periódicos das Pernas

São movimentos geralmente de pequena amplitude, como uma flexão nos pés e nas pernas. Os movimentos duram em média de 0,5 a 5 segundos, ocorrendo com uma frequência de um entre 20 a 40 segundos. Podem vir acompanhados de despertares breves e ocorrem mais nos idosos.

Quando levam a sintomas durante o dia devem ser tratados. Para um diagnóstico perfeito é indicado o exame de polissonografia

 


 

 

 

Sonambulismo

Tal como o terror noturno, o sonambulismo normalmente ocorre na infância. Caracteriza-se por falar, sentar ou também andar pelo quarto e até mesmo pelos ambientes da casa. Por vezes, medidas de segurança são necessárias para que não ocorra nenhum acidente de maior gravidade com a criança ou o adulto.

 


 

 

Bruxismo

O bruxismo é definido como um distúrbio caracterizado pelo ranger ou apertar dos dentes (como uma mastigação) durante o período de sono.

Sua causa ainda não foi definida completamente, porém, durante o bruxismo, a força realizada sobre a musculatura mastigatória e os dentes é excessiva, produzindo sintomas musculares e dentais, tais como:

  • dor facial
  • desconforto muscular (principalmente ao morder)
  • dores de cabeça
  • desgaste dos dentes 
  • danos à gengiva

Um sinal típico é o desgaste do esmalte dos dentes. Por esse motivo, o bruxismo geralmente é detectado pelo dentista.

 


 

 

 

Narcolepsia

A narcolepsia é um distúrbio de sono caracterizado por sonolência diurna, por vezes com ataques de sono, cataplexia e anormalidades do sono REM.

Sua prevalência é em torno de 0.02-0.18% na população em geral, considerando-se EUA, Europa e Japão; no Brasil ainda não há um estudo desse tipo. Essa prevalência equivale a 1 caso da doença em cada 2000 pessoas, e não é uma prevalência muito baixa. A narcolepsia ainda é pouco diagnosticada. A cataplexia é o único sintoma específico da narcolepsia, mas pode não aparecer em todos os casos.

Fatores genéticos estão envolvidos com o surgimento da narcolepsia.

Embora a maioria dos casos seja esporádica e não familiar, o risco de um parente de 1° grau de um paciente narcoléptico ter o mesmo distúrbio é 40 vezes maior que na população em geral.

A narcolepsia humana é causada principalmente pela falta da proteína hipocretina no cérebro.

 


 

 

Apneia

A apneia/hipopneia é definida como interrupção/diminuição do fluxo aéreo (respiração), que pode levar à queda do oxigênio no sangue. A apneia obstrutiva do sono (AOS), mais comum, é geralmente caracterizada por eventos de pausas respiratórias que duram mais que 10 segundos e que são consideradas anormais quando ultrapassam a frequência de 5 por hora de sono. 

 

Alguns sinais e sintomas comuns são:

  • Ronco, respiração ruidosa ou barulhenta durante o sono
  • Sono não reparador ou seja, o paciente já acorda com a sensação de cansaço ou de que não dormiu suficientemente bem despertar noturno freqüente
  • Paradas momentâneas da respiração durante o sono presenciadas pelo cônjuge ou outros familiares
  • Distúrbios cognitivos como: dificuldade de memória, concentração e atenção
  • Irritabilidade
  • Fadiga
  • Nictúria ou seja, o paciente desperta várias vezes durante a noite para urinar sem que haja um problema de ordem urológica
  • Cefaléia matinal, estes pacientes muitas vezes já acordam com dor de cabeça

Sonolência Diurna Excessiva: é um sintoma muito importante e freqüente em pacientes com SAHOS.

 


 

 

Insônia

Se caracteriza por dificuldade em iniciar o sono, ou por acordar durante a noite com dificuldade para voltar a dormir. 

Entre as consequências da insônia, além de cansaço diurno, ocorrem os picos de irritação, dificuldade para se concentrar ou de memória e alguns casos até sintomas de depressão.

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!