Blog do Sono

Pode ter sido um barulho, chamado da natureza ou os pés em movimentos acelerados. De repente, você está acordado. Muito acordado. Então, antes que perceba, sua mente é inundada de preocupações, como boletos não pagos, medo da pandemia ou planos que não se realizaram. O sono parece ser uma causa perdida, o grande vilão da noite. 

A produção de melatonina, com o passar dos anos, vai se reduzindo. Esse é o hormônio do sono e, por isso, é normal os idosos apresentarem sono irregular. Em geral, a vontade de dormir começa mais cedo, as horas de sono são menores e é comum despertar frequentemente durante a noite.

Com a pandemia de COVID-19, o sono não saiu ileso: a transformação na rotina das pessoas tornou o processo de dormir ainda mais difícil para quem já apresentava dificuldades. O impacto é tão alto que os especialistas chegaram a criar um nome específico, a “coronasomnia”. Em português, seria uma espécie de “corona-insônia”. 

Dormir afeta diretamente nosso bem-estar físico e mental. Uma boa noite de sono é tão importante para a boa saúde quanto a alimentação e a rotina de exercícios físicos. Para algumas pessoas, o descanso parece quase impossível de alcançar, o que é bastante preocupante. A longo prazo, a privação do sono pode desencadear doenças, ser motivo de problemas emocionais e desacelerar a produtividade, além de afetar a memória.

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!