Como ter um sono melhor enfrentando os sintomas da menopausa

Ondas de calor, suor excessivo, flutuações de peso e humor instável são alguns dos mais comuns sintomas da menopausa. E apesar de ser difícil lidar com todos eles de uma vez, tudo pode piorar quando o sono também se torna um problema.

A maioria das mulheres vivencia a menopausa entre os 45 e os 55 anos, e o período pode durar cerca de sete anos — tempo demais para lidar com a insônia. Por isso, saiba como aumentar a qualidade do sono e ter noites mais tranquilas mesmo enfrentando o fim da vida reprodutiva. As informações são do “Metro UK”.

Como ter um sono melhor na menopausa

Estabeleça uma rotina

Ter uma rotina é algo importante em seu dia a dia e em seus hábitos de sono, e isso se torna ainda mais imprescindível quando você precisa se esforçar para descansar. Dessa forma, tente ir para a cama e acordar no mesmo horário todos os dias, além de evitar cochilos durante o dia.

Mantenha seu quarto fresco e ventilado

De acordo com o especialista em sono Neil Stanley, a temperatura ambiente é importante para uma boa noite de sono. “A temperatura em seu ambiente de sono imediato, ou seja, sob o edredom, é igualmente importante e deve estar próxima de uma temperatura termoneutra, aproximadamente 29°C. No entanto, você é apenas uma grande garrafa de água quente, então você aquecerá o espaço a essa temperatura apenas por estar na cama”, explica. Também é recomendável manter a janela do quarto aberta durante a noite ou investir em um ventilador silencioso, para ajudar a regular o fluxo de ar e garantir um ambiente fresco.

Experimente usar lençóis e pijamas de linho

O linho é um tecido leve e respirável que pode ajudar a regular sua temperatura corporal e manter sua pele seca enquanto provê uma noite de sono confortável. 

Escureça o quarto

A escuridão pode ser essencial para uma boa noite de sono. Ficar no escuro promove o relaxamento e estimula a produção de melatonina, hormônio responsável pelo sono Nesse sentido, procure evitar quaisquer fontes de luz que possam te atrapalhar, como seu telefone celular ou postes de rua. Se as persianas black-out não forem uma opção, procure uma boa máscara para os olhos.

Hidrate-se

Beber ao menos dois litros de água por dia é importante por muitas razões de saúde, especialmente quando você está suando muito e sofre de secura — outro sintoma da menopausa. Naturalmente, isso deve ser bebido ao longo do dia e não apenas antes de dormir, para que você não precise ir ao banheiro a noite toda. É importante repensar, ainda, a ingestão de bebidas açucaradas e cafeinadas, pois elas podem prejudicar uma boa noite de descanso.

“A cafeína é um estimulante e diferentes pessoas têm diferentes sensibilidades aos seus efeitos. Para algumas pessoas, mesmo uma pequena quantidade de cafeína no início do dia é suficiente para causar problemas para adormecer de 10 a 12 horas depois”, complementa Neil.

Desligue seu telefone celular

Checar seu telefone incessantemente antes de dormir pode ser uma péssima ideia para seus hábitos de sono. Isso porque a tela do aparelho emite uma luz azul que sinaliza ao seu cérebro que ainda é dia, deixando seu relógio biológico fora de sincronia e impedindo que você consiga adormecer facilmente. Além disso, verificar seu telefone antes de dormir pode induzir sintomas de ansiedade e mantê-la psicologicamente alerta.

Converse com seu médico

Se a dificuldade para dormir continua sendo um problema em sua vida, converse com seu ginecologista e com um médico especialista em avaliar o sono.

Fonte: Revista ISTOÉ 

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!

Fale Conosco