Preciso tomar calmante para conseguir dormir, o que pode ser?

Na maior parte das vezes, a insônia é um sintoma de problemas como depressão, ansiedade e outros transtornos psiquiátricos ou físicos. Em menor frequência, é considerada primária, ou seja, uma doença. 

 

Quando a dificuldade de dormir está acompanhada de pensamentos que não saem da cabeça, pode estar associada à ansiedade. Esse distúrbio envolve alguma preocupação em excesso, com dificuldade de relaxar e sintomas físicos de tensão. A insônia também costuma ser consequência do estresse ou um sintoma de transtorno obsessivo-compulsivo. Por isso, é essencial procurar um médico especialista em sono para recuperar a qualidade. Serão feitos todos os exames necessários até que se identifique o diagnóstico correto. A higiene do sono também é importante, resolvendo até 80% dos casos de insônia, dispensando a necessidade de medicamentos. As regras funcionam assim:

 

  • Determine um horário fixo de dormir e acordar;

  • Evite consumir bebidas estimulantes após 18h;

  • Deixe o ambiente com pouca luz;

  • Ilumine o quarto durante o dia, principalmente ao acordar;

  • Se não conseguir dormir em 20 ou 30 minutos, levante-se e faça algo fora da cama, como ler um livro;

  • Quando o sono vier, volte para a cama;

  • Coloque sons de chuva, da natureza, bem baixos e relaxantes;

  • Realize atividades físicas com algumas horas antes do horário de deitar;

  • Evite cochilos ao longo do dia. 

 

Lembramos também que, com a pandemia, a maior parte das pessoas perdeu a rotina habitual de sono e de alimentação. Isso sem contar o isolamento social e o trabalho em casa, que causaram diversos transtornos psiquiátricos como a própria insônia. É ainda mais importante reavaliar a rotina e buscar ajuda, certo?

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!