Como ter um sono realmente renovador? Confira as dicas da Pneumosono!

Dormir afeta diretamente nosso bem-estar físico e mental. Uma boa noite de sono é tão importante para a boa saúde quanto a alimentação e a rotina de exercícios físicos. Para algumas pessoas, o descanso parece quase impossível de alcançar, o que é bastante preocupante. A longo prazo, a privação do sono pode desencadear doenças, ser motivo de problemas emocionais e desacelerar a produtividade, além de afetar a memória.

 

Quando dormimos, regulamos diversos hormônios, outro processo fundamental para que nosso organismo fique renovado. Ficar 8 horas na cama, como é recomendado, não é, no entanto, garantia de que o descanso foi realmente conquistado. A qualidade do sono depende de vários outros fatores do estilo de vida e hábitos. Acordar com disposição exige que o corpo descanse o suficiente, com um repouso de qualidade. Existem algumas dicas que ajudam a otimizar esse momento, confira!

 

1. Regule seu relógio interno

Todas as pessoas têm um relógio biológico interno que sofre influência conforme a variação da luz. Por isso, nós dormimos à noite. Porém, o relógio de alguns estão mais atrasados do que outros. Entrar em sincronia com o ritmo circadiano é o primeiro passo para otimizar o sono, mantendo um horário regular de dormir e acordar, que deve se manter o mesmo inclusive nos finais de semana. 

 

2. Cuidado com os hábitos alimentares

Evite o consumo de comidas gordurosas e bebidas estimulantes, principalmente em horas que antecedem o repouso. Durante o dia, atente ao consumo de cafeína, substância que estimula o sistema nervoso central. Faça refeições com um intervalo de pelo menos duas horas antes de dormir, evitando alimentos condimentados ou ácidos. 

 

3. Exercite-se, mas no horário correto

Pessoas que se exercitam regularmente dormem melhor à noite, porque a atividade física ajuda a melhorar os sintomas de insônia e aumentar a quantidade de tempo nas fases profundas e restauradoras do sono. 

 

Para aproveitar todos os benefícios, o ideal é programar o exercício para um horário de pelo menos três horas antes de deitar, porque acelera o metabolismo, eleva a temperatura corporal e estimulam hormônios como o cortisol.

 

4. Organize seu quarto e crie um ambiente propício ao sono

Deixe o local de dormir silencioso, bem escuro e longe de eletrônicos. Essa estratégia ajuda a pegar no sono mais rápido. O excesso de iluminação envia a mensagem de que precisamos permanecer alerta, o que compromete a qualidade do descanso. 

 

5. Controle sua exposição a luz

A luz influencia diretamente na produção de melatonina, um hormônio que regula o sono-vigília. Assim que você sair da cama, deixe a luz sair do quarto, mas na hora de deitar, é melhor barrar. O indicado é reduzir a intensidade ao menos 30 minutos antes de dormir, evitando o uso de aparelhos eletrônicos.

 

6. Atente à postura durante o sono

Dica valiosa e pouco conhecida: noites confortáveis são melhores com o travesseiro e colchão corretos ao seu corpo. Confira se tudo está confortável e ajustado ao seu biotipo, isso garante o alinhamento postural e torna o sono melhor.

 

Agora, é hora de colocar as dicas em prática. Se você estiver com problemas na hora de dormir, converse com a equipe Pneumosono e agende sua avaliação!




Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!