Blog do Sono

A insônia é uma queixa mais comum das mulheres. Embora, de acordo com exames e pesquisas, elas passem mais tempo na cama e durmam mais e melhor do que os homens, muitas mulheres percebem que o seu sono não é bom ou é ruim.

Com base em dados de 11 estudos anteriores, pesquisadores da Universidade King’s College, na Inglaterra, analisaram informações de um total de 172 participantes sobre a falta de sono. Na análise, indivíduos que tiveram o sono parcialmente restrito e outros que puderam dormir normalmente, além da medição da quantidade de calorias ingeridas por todos os voluntários no dia seguinte.

Ao dormir bem, as pessoas podem ter muitos benefícios e evitar determinados problemas. Alimentação, concentração, saúde, humor e vida sexual são fatores que podem ser prejudicados por noites mal dormidas. A seguir, confira alguns dos problemas que podem ser originados pela falta de sono. E caso esteja sofrendo com algum deles, já sabe: durma mais.

Privação de sono afeta região do cérebro e aumenta estresse e raiva

Em um estudo de privação de sono, os participantes que não haviam dormido apresentaram aumento de estresse e raiva quando precisaram completar um simples teste cognitivo. A partir de exames de imagem do cérebro dos participantes, os pesquisadores observaram que os participantes com privação de sono, quando expostos a imagens com conteúdo negativo, apresentam níveis de atividade da amígdala 60% mais altos do que os níveis de pessoas descansadas. A amígdala é uma área do cérebro que funciona como centro de controle emocional.

Um estudo realizado com ratos revelou que cinco horas de privação de sono leva a uma perda de conectividade entre os neurônios no hipocampo, uma região do cérebro associada ao aprendizado e à memória. De acordo com os pesquisadores, as mudanças na conectividade entre as sinapses (estruturas que permitem que os neurônios para transmitir sinais uns aos outros) podem afetar a memória.

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!