A modernidade piorou o sono

Já parou para pensar em como o mundo ficou mais barulhento e mais “claro”, graças às luzes dos muitos equipamentos que usamos atualmente? Esse excesso de claridade e de barulhos se refletem na qualidade do sono, que vem decaindo por estes e outros motivos.

Já se sabe que dormir mal engorda. Engordar pode favorecer o surgimento da apneia, que prejudica o sono. Atividade física melhora o sono, mas noites mal dormidas diminuem a vontade de se exercitar. Ou seja, uma coisa ajuda a outra e vice-versa. Ou seria melhor dizer que uma coisa prejudica a outra e vice-versa?

A modernidade trouxe inúmeros avanços, permitindo que a tecnologia nos desse mais conforto como usar um smartphone, ligar o ar-condicionado no verão, ter tudo que é plantado e criado na zona rural, bem longe, no mercado da esquina, mas tudo isso teve consequências.

A química de tudo o que consumimos, desde os pesticidas na agricultura até os antibióticos em animas, está prejudicando nosso organismo e, consequentemente, a qualidade vida. A obesidade virou uma epidemia, e isso tem relação com o sono e com inúmeros outros pontos de uma vida saudável.

Então, talvez esteja na hora de desacelerarmos um pouco e buscarmos uma vida que favoreça à saúde e não o inverso.

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!