Dormir menos de oito horas é prejudicial

Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia comprovou que dormir menos de oito horas por noite tem efeito cumulativo que afeta a cognição do indivíduo (ato ou processo da aquisição do conhecimento que se dá através da percepção, da atenção, associação, memória, raciocínio, juízo, imaginação, pensamento e linguagem).

Os voluntários foram divididos em grupos que dormiriam 8, 6 e 4 horas por noite e os que passariam noites em claro. Os que passaram a noite em claro tiveram perdas cognitivas imediatas em provas escritas e testes de reflexos. Após três noites, os que dormiam 4 horas passaram a apresentar as mesmas perdas. Quem dormia 6 horas levou dez dias para apresentar a mesma perda cognitiva daqueles que ficaram sem dormir.

Segundo os pesquisadores, compensar o sono perdido durante a semana no final de semana pode funcionar, mas isso leva tempo. Após três dias dormindo quantas horas quisessem, aqueles que estavam nos grupos com menos de 8 horas de sono por noite apresentaram melhora da cognição, mas ainda ficaram abaixo dos que dormiam um ciclo de 8 horas.
Portanto, a conclusão do estudo é de que para o bom funcionamento do cérebro e da mente é necessário dormir 8 horas por noite como rotina.

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!