Atividade sexual ajuda a dormir melhor

A maioria dos casais sabe que o sono ruim afeta a atividade sexual. Pesquisas já comprovaram que o cansaço provocado por noites mal dormidas ou horas insuficientes afetam diretamente a disposição para o sexo.

Mulheres que já passaram dos 50 anos, entraram na menopausa e costumam dormir menos de sete horas relatam não ter a mesma disposição para o sexo. Já os homens que apresentam distúrbios como a apneia obstrutiva do sono, que provoca ronco e dificuldade ao respirar, também sentem menos vontade de fazer sexo, se comparados com homens que não apresentam o problema.

Mas e o contrário? Como o sexo afeta o sono?

Quando a mulher chega ao orgasmo, o corpo leva os níveis de estrogênio, o que melhora o sono REM (aquele período em que os olhos ficam se movimentando rapidamente). Nos homens, também após o êxtase, o organismo libera o hormônio prolactina, relacionado à qualidade do sono.

Tanto o homem quanto a mulher ficam mais relaxados após o sexo, o que contribui para uma boa noite de sono. Após o orgasmo, eles liberam oxitocina, hormônio que diminui os níveis de outro hormônio, o cortisol - associado ao estresse -, permitindo um profundo relaxamento.

 

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!