Falta de sono: um problema que afeta os brasileiros

Uma pesquisa do Instituto do Sono da Unifesp aponta que 77% dos moradores da cidade de São Paulo sofrem de algum problema relacionado ao sono. Já uma estimativa sugere que 5% da população brasileira tem sonolência durante o dia. No entanto, este número pode ser muito maior.

De qualquer forma, o Brasil já pode ser considerado uma nação de insones. E a falta de sono, um problema de saúde pública. Em geral, o brasileiro dedica sete horas diárias ao sono, o que está abaixo do recomendado – de oito a nove horas por noite. Essa uma hora a menos de sono resulta em dificuldades de prestar atenção e se concentrar. A pessoa também tende a ficar mais irritada e impulsiva. Com o tempo, uma pessoa que dorme menos do que o indicado pode ter problemas no coração e ganho de peso, entre outras coisas.
Para dormir bem, não basta apenas dormir a quantidade de horas necessárias. Especialistas destacam que um sono de qualidade é aquele que revigora e restabelece as energias. Portanto, se a pessoa acorda com muita disposição de enfrentar o novo dia, ela dormiu bem. Mas se acordou e continua com sono, é bem provável que não dormiu bem.

Sonolência associada a distúrbios do sono

Se a pessoa se sente sonolenta durante o dia, os distúrbios do sono podem estar por trás disso. A apneia do sono e a narcolepsia são exemplos disso. Problemas respiratórios e até hábitos de vida, como tomar café em excesso, também podem afetar a qualidade de sono à noite, levando a pessoa a ter sonolência durante o dia.

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!