Você sabe o que é sonambulismo?

O sonambulismo é um distúrbio que surge na fase mais profunda do sono. Classificado como parassonia, o transtorno é caracterizado pela realização de atividades noturnas, sem a pessoa ter a consciência plena disso.

 

Isso acontece porque parte das funções cerebrais continua adormecida. Por isso, no dia seguinte, os sonâmbulos costumam esquecer o que ocorreu. Os episódios se manifestam cerca de uma ou duas horas após a pessoa adormecer, durando poucos segundos. Terminam quando a pessoa acorda ou volta para a cama. Caso sejam acordados por alguém, é normal que acordem confusos, sem entender direito onde estão. O melhor é levá-los com calma para a cama, a fim de que permaneçam dormindo. 

 

O nome da condição define bem o principal sintoma: andar dormindo, quase sempre de olhos abertos, mas sem expressividade. A pessoa pode sentar na cama, arrumar cobertas, transitar em diferentes cômodos, mudar de roupa, ir ao banheiro etc. Quase sempre, ações rotineiras são repetidas, o que pode resultar em acidentes. Não raro, há quedas ou ferimentos devido à crise de sonambulismo. 

 

A principal causa do problema ainda é desconhecida, mas sabe-se que surge normalmente em homens. O componente genético também influencia e, em crianças, a desordem pode estar relacionada ao processo de amadurecimento do cérebro. Nos adultos, a origem está associada aos níveis elevados de estresse. A privação do sono, distúrbios psiquiátricos, dificuldade respiratória e consumo de álcool são outras causas possíveis. 

 

É importante que seja feito o diagnóstico, que leva em conta o relato do paciente e das pessoas com quem convive. Aconselhamos a realização de polissonografia, exame que registra as reações do organismo durante o sono, bem como do eletroencefalograma. Em relação ao tratamento, o distúrbio pode desaparecer naturalmente, principalmente em crianças. Porém, quando os episódios se tornam frequentes, há terapias medicamentosas que combatem os estados de tensão e ansiedade. Técnicas de relaxamento e psicoterapia também são recomendadas.

 

Conviver com pessoas sonâmbulas requer cuidados especiais, como: 

  • Trancar portas e janelas, retirando chaves das fechaduras;

  • Colocar telas ou grades de proteção em janelas;

  • Bloquear acesso às escadas;

  • Guardar facas e tesouras em locais de difícil acesso;

  • Retirar móveis e objetos da passagem;

  • Evitar bebidas alcoólicas; 

  • Evitar atividades perto da hora de dormir;

  • Cultivar hábitos saudáveis;

  • Respeitar o ciclo de sono e vigília;

  • Não se automedicar. 

 

Gostou das dicas? Compartilhe nosso conteúdo e mantenha-se atualizado!

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!