Como a pandemia do novo coronavírus afeta o sono?

Várias cidades do Brasil estão com isolamento social para evitar a propagação da Covid-19. Muitas pessoas começaram a trabalhar em home office e tiveram suas rotinas afetadas. Com o sono, não é diferente: o padrão também mudou.

O sono tem dois reguladores: o ciclo da luz e da escuridão e o cansaço. Quando chega a noite, o corpo sente necessidade de descansar. Porém, se fizermos menos atividades físicas, por exemplo, o sono já será automaticamente afetado. O mesmo acontece se acordarmos mais tarde, pois ocorre perda do sol da manhã, fundamental para o cérebro saber que em 12 ou 14 horas será o momento de dormir. Profissionais do sono têm ressaltado o aumento no número de pacientes que retornaram a ter insônia devido à pandemia. Isso provavelmente está relacionado com a necessidade de dormir mais tarde e, com isso, há atraso no horário de acordar, afetando a produtividade. 

Outro fenômeno que vem ocorrendo são os pesadelos, já que grande parte das pessoas estão ansiosas com o futuro, aumentando os níveis de estresse. Estudos mostram que a irritabilidade está relacionada com a má qualidade do sono. Durante o dia, a pessoa não sente disposição para realizar suas atividades, perdendo o interesse. Outra questão é a atenção dividida durante a quarentena: cuidar da casa, ficar com a família ou ligar para os amigos? Ao mesmo tempo, junto com tudo isso, há a vontade de estar constantemente informado. Porém, limite a quantidade de notícias consumidas e busque apenas fontes confiáveis. 

O isolamento aumenta, assim, a dificuldade na concentração, havendo uma desorganização dos hábitos diários, seja por ficar de pijama o dia todo ou trabalhar em casa. O relógio biológico se altera com a mudança na rotina. Fica mais difícil se desconectar quando o ambiente de trabalho se une ao doméstico. As preocupações em excesso levam à insônia e, também, a hipersônia - sonolência excessiva. A depressão por não sair de casa faz com que muitas pessoas só queiram dormir. 

Bloqueie pensamentos negativos

 

Os pensamentos negativos precisam ser regulados durante a pandemia e o isolamento. Preocupações do tipo “vou me infectar”, “vão me demitir”, “ficaremos o ano todo em quarentena” podem causar ansiedade e afetar o bem-estar e o padrão de sono. É preciso agradecer e focar nas coisas boas. Seja realista e coerente, sem sofrer por antecipação. Você deve cortar seus pensamentos negativos para poder pensar em algo agradável e poder descansar. 

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!