Apneia do sono é mais frequente no inverno, segundo especialistas

A apneia do sono é o fenômeno que acontece quando a respiração é bloqueada, fazendo com que a pessoa fique momentaneamente sem ar. Esse problema se agrava no inverno: artigo divulgado no período Chest, realizado por pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), revelou que as temperaturas baixas aumentam o número de casos do distúrbio, bem como a quantidade de paradas respiratórias por hora de sono.

Após acompanhamento de 7.500 pacientes de uma clínica de sono, ao longo do período de dez anos, os autores da pesquisa observaram que temperaturas mais baixas correspondiam a um aumento de 34% na procura por ajuda médica devido à apneia. A taxa foi de 28% em dias quentes. Além disso, no inverno, os indivíduos sofriam 18 paradas de respiração em uma hora enquanto dormiam, o que representa um número 20% maior do que no calor. 

O problema da apneia é a manifestação mais comum dos distúrbios respiratórios, provocando ronco e interrupção do sono. Geralmente associam-se a obesidade, o diabetes, a pressão alta, os ataques cardíacos e os derrames. Pesquisas anteriores já apontaram essa relação entre a desordem e doenças cardiovasculares, depressão e câncer. Se você notar algum sintoma que pode indicar a presença de apneia, procure um de nossos especialistas para avaliar o seu sono.

 

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!