Pouco sono e álcool em excesso têm o mesmo efeito

Já existem estudos comprovando que dormir pouco acaba tendo os mesmos efeitos do que consumir álcool em excesso.

Dificuldade de concentração, cansaço e estresse são consequências comuns a quem dorme menos horas do que deveria e a quem costuma beber.

Mas os efeitos nocivos de noites mal dormidas podem ser mais graves como apresentar lapsos de memória e uma percepção visual distorcida como se fosse embriaguez. Esses problemas são resultados da falha temporária de comunicação entre os neurônios.

A falta de sono faz com que as células do cérebro fiquem mais lentas, o que compromete a comunicação neural.

Por isso, quando as noites de insônia passam a ser recorrentes, é necessário procurar ajuda profissional para evitar danos à saúde por conta da falta de sono.

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!