Conheça a Síndrome da Bela Adormecida

Parece conto de fadas, mas está bem longe disso. A Síndrome da Bela Adormecida é, na realidade, a doença de Kleine-Levin (SKL), um raro distúrbio neurológico que faz com que a pessoa durma por períodos de 16 a 24 horas, ininterruptas, por até três semanas seguidas.

Adolescentes do sexo masculino são os mais afetados pela síndrome que se caracteriza por episódios de hipersonia, associados a distúrbios cognitivos e comportamentais. Sua causa não é conhecida, mas pode estar relacionada a infecções ou outras doenças.

Hipersexualidade, irritabilidade e o hábito de comer compulsivamente são outros sintomas que podem ocorrer com o surgimento da SKL. O diagnóstico costuma ser feito por exclusão, já que o distúrbio é raro.

Não existe um tratamento específico para curar ou controlar a síndrome. A estratégia é tratar alguns dos sintomas como a sonolência diurna excessiva. Muitas vezes, a doença desaparece em 10 a 15 anos.

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!