Sono de baixa qualidade pode ter graves consequências para a saúde

Irritação, sonolência diurna, ansiedade, vontade de comer são consequências básicas e comuns da falta de sono de qualidade. Mas existem outros problemas que podem surgir e que são ainda mais sérios para quem dorme mal diariamente.

Câncer – pesquisas mostram que quem não dorme bem tem mais riscos de desenvolver câncer, como o de mama. Da mesma forma, há maior risco de desenvolver pólipos colorretais, que podem vir a se tornar malignos com o tempo.

Coração – a qualidade do sono se reflete no bom funcionamento do coração e todo o aparelho cardíaco, amentando o risco de hipertensão, problemas cardíacos e obstrução das artérias.

Derrame cerebral – adultos e idosos que dormem mal rotineiramente estão mais propensos a ter derrame cerebral no longo prazo.

Expectativa de vida – segundo uma pesquisa da revista Sleep, quem dorme menos tem mais risco de morrer precocemente do que as pessoas que descansam o suficiente. A pesquisa avaliou mais de 1.700 homens e mulheres, estudando seus hábitos de dormir.

Obesidade – quando dormimos mal, o metabolismo é afetado, com reflexos nos hormônios que regulam o apetite, como a grelina e a leptina. A ansiedade por não dormir pode fazer muitas pessoas assaltarem a geladeira e ganharem peso com isso.

Tecido cerebral – sono ruim, ainda que por uma única noite, pode enfraquecer ou reduzir o tecido cerebral.

Tudo Sobre o Sono

Agende seu exame na pneumosono.

A melhor infraestrutura para você!